GettyImages-622875644
FullSizeRender 2
IMG_3852
GettyImages-622930168
IMG_3853

Vicente Luque

Aos três anos de idade, Vicente teve o seu primeiro contato com as artes marciais. Naquela época, ele ia para a academia com a sua mãe, que já era faixa preta de karatê.

 

Porém, antes de decidir tornar-se um lutador profissional, Vicente praticou vários esportes, influenciado também por seu pai, que jogou rúgbi pela Seleção Chilena na década de 1980.

Aos 15 anos, Vicente conheceu o Muay Thai e passou a competir em todo o Centro-Oeste brasileiro. Nesse momento, nasceu o sonho de se tornar um atleta profissional de MMA.

 

Vicente sempre admirou a luta em pé e, por isso, se considera um striker proveniente do Muay Thai. Lutadores como Buakaw Banchamek, Maurício Shogun, Vitor Belfort e Wanderley Silva foram sua inspiração, principalmente pela constante busca pela luta e pelos incríveis nocautes.

 

Aos 17 anos, e depois de muito treino e dedicação, Vicente fez sua primeira luta profissional de MMA. No dia 27 de junho de 2009, em Brasília-DF, Vicente venceu seu oponente aos 2’52’’ do primeiro round por TKO (nocaute técnico). Vicente vibrou muito com essa vitória fulminante e, ao ser entrevistado, falou: “Isso é apenas o começo. Por mais empolgante que seja vencer dessa forma, sei que tenho muito trabalho pela frente para conquistar tudo o que eu quero.”

 

Ali, Vicente logo percebeu que se tratava de um esporte que exige diversos conhecimentos, e que não bastava ser especialista em apenas uma modalidade de luta. Após iniciar o cross training em várias Artes Marciais, Vicente evoluiu muito. E isso trouxe inúmeras vitórias por nocaute e finalização nos maiores eventos de MMA realizados no Brasil: Capital Fight, Shooto Brasil, Jungle Fight e Spartan MMA.

 

Quanto mais experiência ele ganhava no octógono, mais crescia a sua vontade de participar do maior evento de MMA do mundo: o UFC - Ultimate Fighting Championship. Essa conquista veio em 2015, quando Vicente recebeu um convite para participar do TUF 21 - Blackzilians vs. American Top Team. Foi nesse reality show que, defendendo a Blackzilians, Vicente recebeu o seu apelido – The Silent Assassin (O Assassino Silencioso), justamente por ser um cara reservado, com muito foco e golpes implacáveis!

 

Após elogiosas performances no TUF 21, Vicente foi contratado pelo UFC, onde luta na categoria dos meio-médios.

Acompanhe os últimos resultados de Vicente no UFC:

Quando

Onde

Quem

O que aconteceu

 28/10/2017           São Paulo, Ginásio Ibirapuera            Niko Price                             Vitória por Finalização no 2o round

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon